Blog

Leitos de UTI e clínicos do Hospital Regional para atendimento a Covid

10 Nov, 2020

Leitos de UTI e clínicos do Hospital Regional para atendimento a Covid-19 serão desativados 

O processo de desativação da estrutura vem sendo discutido nos últimos dias por representantes de órgãos de saúde do Estado e do município. 

 

Órgãos de saúde do Estado preparam a desmobilização dos leitos de UTI e dos leitos clínicos instalados no Hospital Regional de Patos de Minas para atendimentos de casos de Covid-19. O processo de desativação da estrutura vem sendo discutido nos últimos dias por representantes de órgãos de saúde do Estado e do município.

O Hospital Regional Antônio Dias possui 10 leitos de UTI e nove leitos clínicos reservados exclusivamente para tratamento dos pacientes com Covid-19. No início da pandemia, esta era a única estrutura disponível para atender a região inteira e chegou a ficar sobrecarregada. Agora, com a redução do número de novos casos de coronavírus, de internações e de óbitos, representantes de órgãos de saúde entendem que é hora de desmobilizar os leitos do Hospital Regional para que outros serviços sejam retomados. 

A informação é de que existem mais de 1.000 cirurgias eletivas na fila, à espera de atendimento no Hospital Regional, sendo que algumas dezenas delas necessitam de atendimento prioritário. Com a desmobilização dos leitos clínicos e UTIs para Covid-19, o Hospital Regional poderia retomar e ampliar o atendimento a esses pacientes.

A prefeitura de Patos de Minas solicitou um tempo maior para que a desmobilização ocorra, mantendo os leitos de Covid-19 do Hospital Regional Antônio Dias funcionando pelo menos até o dia 30 de novembro. Esse deverá ser o último prazo. Com isso, o Hospital de Campanha passará a ser referência para atendimentos de Covid-19 na microrregião de Patos de Minas.

Os leitos instalados nas cidades de São Gotardo, João Pinheiro e Unaí deverão ser mantidos. Além disso, os equipamentos instalados no Hospital Regional deverão ser mantidos para serem utilizados, caso a pandemia volte a se agravar na região.

O secretário municipal de saúde, Carlos Resende confirmou que foi informado sobre a decisão do Estado de desmobilizar os leitos Covid-19 do Hospital Regional até 30 de novembro. A justificativa apresentada seria a baixa ocupação dos leitos. O secretário informou que a decisão foi tomada pelo Estado e que não teve participação do município.

“Não fomos consultas em momento algum sobre a possibilidade de fechamento de leitos para Covid em Patos de Minas. Diante dessa decisão do Governo Estadual, vamos destinar os nossos leitos do Hospital de Campanha para atender somente a população de Patos de Minas. Informo ainda que, caso seja necessário, o nosso Hospital de Campanha está preparado para aumentarmos imediatamente o número de leitos, de forma que a população de Patos pode ficar tranquila que estamos preparados para atendê-la”, concluiu Carlos Resende. 

Autor: Maurício Rocha Postado em 10/11/2020

José Eustáquio anuncia abertura de Hospital Municipal em parceria com

10 Nov, 2020

José Eustáquio anuncia abertura de Hospital Municipal em parceria com o Unipam e Fepam 

A unidade de saúde será aberta em parceria com a Fepam e com o Unipam. 

 

Em carta à população de Patos de Minas, o prefeito José Eustáquio Rodrigues Alves anunciou nesta terça-feira (10) a instalação do Hospital Municipal-Universitário. A unidade de saúde será aberta em parceria com a Fundação Educacional de Patos de Minas – Fepam e com o Centro Universitário de Patos de Minas – Unipam.

Inicialmente, o Hospital Municipal terá cinco clínicas básicas e 68 leitos, sendo 22 leitos para Clínica Médica, 14 leitos de Clínica Cirúrgica, 14 leitos de Clínica Gineco-Obstétrica, 10 leitos de Pediatria e 8 leitos de clínica psiquiátrica. A data para o início do funcionamento do Hospital não foi informada, mas poderá ocorrer já nas próximas semanas. 

Através da parceria com a Fepam-Unipam, o Hospital Municipal poderá funcionar nas dependências do Centro Clínico, onde atualmente funciona o Hospital de Campanha. O prédio localizado na avenida Marabá conta com mais de 4.200 metros quadrados e no local, o município já possui estrutura de móveis e equipamentos hospitalares, como tomógrafo, aparelho de Raio X, bisturi elétrico, aparelhos de eletrocardiograma, maquinas de hemodiálise e centro de diagnóstico por imagem.

O imóvel precisará apenas passar por algumas adequações para começar a funcionar, o que deve ocorrer dentro de algumas semanas, já que o Hospital de Campanha também continuará funcionando no local durante a pandemia.

“Pela importância do Hospital Municipal para a nossa população de Patos de Minas, tão aguardado, o município agradece à Fepam-Unipam, pelo desprendimento em prol de servir à cidade e aquiescência da parceria, nas pessoas do presidente do Conselho Curador senhor Paulo Vinícius Piva Hartmann, e do reitor do Unipam, professor Milton Roberto de Castro Teixeira, demais conselheiros, corpo de funcionários e a população de nossa querida cidade pelo sempre apoio a esta administração municipal”, concluiu José Eustáquio. 

Autor: Maurício Rocha Postado em 10/11/2020

Anunciantes