Blog

Economia já está comprometida e cabe ao governo propor medidas para sa

26 Mar, 2020

Doutor em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Hermano Caixeta participou do programa Contraponto do Patos Hoje nessa quarta-feira (25) e alertou que o Governo Federal deve adotar medidas urgentes para tentar salvar a economia. Ele esclareceu que em momentos de forte crise como agora existem mecanismo que podem ser usados para socorrer setores e populações mais afetadas, como fizeram os Estados Unidos que divulgaram ontem um pacote de 2 trilhões de dólares.

Hermano afirmou que a crise econômica se instalou antes mesmo do novo coronavírus chegar ao Brasil. Ele explicou que as bolsas de valores começaram a perder valor quando a contaminação em massa começou a acontecer na China.

Ao contrário de alguns argumentos colocados nos últimos dias, para o economista, salvar a economia depende primeiramente de evitar que o Coronavírus cause uma contaminação em massa. Ele explicou que nenhuma economia sobrevive se a população estiver vivendo em constante ameaça de ficar doente.

Com relação ao dilema de manter as pessoas em casa e prejudicar a economia ou tentar salvar a economia e por as pessoas em risco de contaminação, Hermano Caixeta esclareceu que países que hoje enfrentam grandes níveis de mortalidade em decorrência do Coronavírus também passaram por este momento.

Por fim, o economista afirmou que cabe ao Governo Federal adotar medidas econômicas para salvar os setores mais afetados e as pessoas mais atingidas pela pandemia da Covid-19. Ele afirmou que existem mecanismos para isso e outros países, como os Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha, já estão fazendo.

 

Autor: Maurício Rocha Postado em 26/03/2020

Prefeitura inicia recapeamento de ruas em Patos de Minas e vai investi

26 Mar, 2020
 

A Prefeitura de Patos de Minas iniciou o trabalho de recapeamento de ruas da cidade. Nos próximos meses, serão investidos R$ 10 milhões na melhoria da pavimentação. Os recursos foram obtidos através de um programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento assinado com a Caixa Econômica Federal.

Na manhã desta quinta-feira (26), as máquinas trabalhavam no recapeamento do asfalto da rua Tomaz de Aquino. Ontem, o trabalho foi feito na rua Gabriel Pereira. Aquela região da cidade vem passando por obras de drenagem pluvial, rede de água e esgoto e havia uma reclamação dos moradores pela demora em concluir os serviços.

Segundo o secretário municipal de infraestrutura, Mauro Lima, a obra ainda não foi totalmente concluída e, por isso, um trecho da rua Tomaz de Aquino está recebendo apenas tapa-buracos. O movimento no local é pequeno, mas quem passar por ali deve ficar atento a movimentação das máquinas.

O secretário Mauro Lima explicou que os recursos estão sendo liberados mês a mês e que vai atender as vias mais importantes que estiverem com a pavimentação mais danificada. Várias ruas e avenidas serão atendidas. A próxima será a rua Randolfo Borges que dá acesso ao bairro Planalto.

Com relação à rua Jaime Ramos, o secretário disse que a via já foi preparada duas vezes para receber a pavimentação, mas que a chuva atrapalhou. Ele disse que será necessária a construção de um sistema de drenagem transversal para evitar novos estragos pela enxurrada.

 

Autor: Maurício Rocha Postado em 26/03/2020

Anunciantes